7 de abr de 2009

A valsa mórbida de Cobain

Há 15 anos, um desmiolado do rock resolveu estourar os miolos, renunciando: fama, dinheiro, família e etc.. Um ser pertubardo pela fama, e que incontestavelmente deu o que eu considero a "última sacolejada" do mundo da música. Isso mesmo, desde gente como os Beatles, não se viveu (pelo menos no que se refere a um artista do ROCK) um fenômeno como aquele.

Após a passagem do Nirvana, só vi mesmo oba oba com gente como Backstreet Boys, Spice Girls e Britney Spears. O álbum "Nevermid" (na minha opinião, um disco razoável), foi na verdade um divisor de águas, isso é inegável. O mundo pop, estava dançante demais, eletrônico demais... até que esse trio de Seattle resolveu retomar a filosofia de acordes simples e crus (e põe crueza nisso).
O grunge se instalou, e após o Nirvana veio uma avalanche de bandas querendo ser Nirvana (em saua maioria não prestavam). Não é a toa que no filme "The wrestler", o personagem de Mickey Rourke diz "Os anos 80 eram uma parada, até surgir o babaca do Cobain e etragar tudo!". Na verdade, quem estragou tudo foram as bandas que seguiram o Nirvana, pois, "In Utero" é um discaço incrível (muito mais disco que o "nevermind").

O que tornava o Nirvana especial, era a acessibilidade do som deles (algo que o Pixies já fazia muito bem antes), a batera poderosa e agressiva de Ghrol e o vocal meio rouco de Cobain. Vamos e venhamos, Cobain era um guitarrista bem limitado, entretanto, sabia bolar riffs.

A viuvez dos fãs, rendeu uns discos caça níqueis do trio, como: "from the muddy banks" e a coletânea.

Já tive quase todos os discos dos caras, me desfiz de todos, eles perderam o efeito com o tempo. Uns meses atrás até voltei a ouvir.

Eu deixo como homenagem, um som para se dançar essa valsa de 15 anos...

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails