27 de set de 2009

Queens of The Stone aga - Songs for the deaf (2002)


Password: qotsa

No começo dos anos 00's , a crítica badala os Strokes e o White Stripes, também pudera os caras tavam fazendo um som cru e interessante (apesar de eu gostar muito mais da primeira opção do que da segunda). Até que em 2002, Nick Olivieri e Josh Homme lançaram um discaço (que na minha opinião tem que figurar entre os grandes discos conceituais do rock). A dupla teve a idéia péssima de chamar Dave Ghrol para tocar bateria e Mark Lanegan para os vocais de algumas canções. Você não sabe quem são esses ? Então se muda pra marte! Os caras formaram um verdadeiro Real Madrid do rock, e resgataram todo aquele som da pesada com guitarras bem insanas que há tempos eu não via. Os caras fazem um estilo "Cream" filtrado por um garage rock bem pesado e com a filosofia orquestral insana do King Crimson.

"Songs for the deaf" já começa arrasador, com guitarras e vocais insanos atropelando os meus ouvidos, em uma sinfonia de puro caos e peso. "You think I aint worth..." abre o disco como um verdadeiro prelúdio de uma avalanche som pesado e refrões revoltados.
O disco segue "No one knows" que nasceu clássico!!! Essa canção é o mais perfeito exemplo de riff com vários instrumentos em harmonia, pode conferir, a batera, o baixo e a guitarra se completam perfeitamente formando uma linha sonora bem coerente e que torna a música única.

Destaco também "Go with the flow", que além de um clipe da pesada, a música é igualmente da pesada .

É isso aí, curtam esse discaço! Eu recomendo!

Nota: 10

0 comentários:

Related Posts with Thumbnails