20 de nov de 2009

Muse: The Resistence (2009)




O Muse é uma banda que sempre que alguém se refere, e quem ouve falar desconhece, vem logo em seguida a associação “é um genérico do Radiohead”. Também pudera, os vocais de Matthew Bellamy são muito parecidos com do nosso amigo Thm Yorke. Então você me perguntaria, onde raios eles seriam diferentes dos bizarros de Yorke & CIA ? O Muse é notadamente mais “rock” , ou seja, gostam de usar mais guitarras que o Radiohead (isso quando nos referimos à Kid A e às inúmeras faixas com o estilo Radiohead de ser), não que isso desmereça o Radiohead, é apenas para mostrar que existe diferenças.

Um amigo meu me falou do lançamento do álbum “The Resistence”, que prometia ser um dos melhores discos do ano. Sinceramente, é um bom disco, muito bem arranjado e com um trabalho de produção grandioso, chega até ser surpreendente para um banda que não tem uma projeção tão grande assim (querendo ou não, eles ainda tem que fazer muito para chegar no status de um Radiohead). Fiquei sabendo que a banda prometeu para esse disco, a canção mais complexa da história ! COWABANGA!!!

Historicamente, toda vez que uma banda promete demais, acaba convencendo de menos, temos aí exemplos como o U2 que prometeu revolucionar o rock (na verdade causou foi revolta em mim como fã!) e o The Killers ( que vira e mexe dizem que são a maior banda do mundo). A tal canção se chama “Exogenesis: symphony” , a qual é dividida em três partes , totalizando um pouco mais de 13 minutos. Eu ouvi a canção (a propósito é uma bela composição), os arranjos são realmente de primeira linha, formando uma ópera rock, agora esse papo de “canção mais complexa do mundo”, só se for complexa para Bellamy e sua turma! Gente como Yes , Van der Graaf Generator , King Crimson e etc., faziam coisas muito mais malucas que “Exogenesis: symphony”, e com os seguintes detalhes: faziam canções mais longas e conseguiam executá-las ao vivo! Quem já ouviu Rick Wakeman ou Jean Michael Jarre , sabe que esses caras são verdadeiras orquestras ambulantes.


É inegável que eles são um Power trio agora

Voltando ao disco, “Uprising” inicia o disco com sintetizadores, uma batida bem forte e uma guitarra distorcida que faz sua figuração na hora certa, muito legal. A “resistence” já faz o estilo The Killers(espero que esse estilo passe logo para não cair no senso comum) com um refrão bem forte e que cresce soberbamente de forma dançante. Gostei de “United States of Eurásia”, só achei que o uso de orquestras ficou inflacionado, dando uma cara de Queen à música (coisa que sinceramente... deixa pra lá).

Esse disco tem uma canção chamada “Guiding light” (mesmo nome de uma canção do Television), que possui umas guitarras meio U2 meio Coldplay, só que com efeitos mais pesados do que os citados.

Eu não gostei de “Mk Ultra” e a canção “I belong to you” até começa legal, mas se perde na tentativa de ser progressiva demais.

No final das contas, como disse no começo, é um bom disco.

NOTA: 7,2

2 comentários:

Manô disse...

Agora a pouco eu lí a chamada "Muse quer virar a maior banda do mundo"... sei lá... não gosto dessa falta de humildade do povo. Como tu disse, promete demais, convence de menos. Acaba fazendo como o U2, que parece que pisou no cadarço desamarrado e levou um tombo que não esperava levar... mania de só olhar pra cima dá nisso!

Já falei que adoro teus textos né?!

PS: sim, eu gosto de Muse, mas ainda não me convenceram que são tudo isso. Pra mim, o melhor cd de 2009 foi o Only By The Night, do Kings of Leon. Aliás, eu demorei pra me render ao Kings... sabe quando a gente cria um preconceito com o que esta bombando demais? Só que eles... admito que merecem o título (minha opinião né...).

Blimbou disse...

Oi mano

Apesar de algumas coisas que disse, esse disco do Muse tá um bom disco sim, só não gosto que me prometam coisas rsrsrs.
Esse disco do Kings of Leon é realmente fantástico, eu até me arrependo de não ter dado 10 pra ele logo de cara, mas tudo bem acontece nas melhores famílias. Só queria ressaltar que "Only by the night" é de 2008 (segundo o Kid Vinil, o disco do ano passado), mas o que importa é que você tá conhecendo agora.

Obrigado pela visita

Related Posts with Thumbnails