21 de fev de 2010

Covers marcantes


Vou falar com toda sinceridade que algo que despertava muita curiosidade e interesse em mim há anos atrás era ouvir prováveis covers que minhas bandas favoritas faziam. O que me motivava era conhecer os gostos dos meus artistas favoritos e ver como eles enxergavam os grupos que influenciaram eles.

Quando o assunto é cover, na minha opinião, a mais incrível de todas é a versão que Joe Cocker fez para "With a little help from my friends", essa canção me marcou muito pelo fato de tocar na abertura da série "Anos incríveis" (certamente a melhor série infanto-juvenil que já existiu). Quando vi o vhs do Woodstock pela primeira vez, pude ver a perfomance de Cocker cantando essa canção de arrepiar com o seu vozeirão bem áspero, mãos tortas quase epiléticas e costeletas no estilo Wolverine (ou seria Wolverine com costeletas no estilo Cocker?). Bem, o que importa é que eu na minha santa inocência, jamais havia atinado para o detalhe Lennon/McCartney na autoria da canção até eu olhar no rótulo do vinil no esquecido início dos anos 90. Quando eu li disse pra mim mesmo "Puta que pariu! Que canção dos Beatles é essa?"... foi quando caiu a ficha! Justamente a bela e alegre canção cantada por Richard Starkey (vulgo Ringo Starr) no disco Sgt. Pepper's (faixa 2 do lado A).


Outra cover que engana muita gente por aí é a bela versão que o Nirvana fez para "The man Who sold the world" durante o seu acústico, Cobain chega a dizer "Prometo não avacalhar com essa canção". Essa não foi a primeira releitura feita para uma música do camaleão, "Starman" (do clássico disco "The rise and fall of Ziggystardust and the spiders") foi regravada magistralmente pela banda brasileira Nenhum de Nós, contando até com uma letra alterada bem legal, o problema foi que a canção fez tanto sucesso que até grupo de pagode regravou... não vou me surpreender se tocar em alguma micareta da vida!


Johnny "masterfull" Cash gravou um pouco antes de sua morte um disco de covers chamado "American IV:the man comes around" o qual conta com belas releituras de canções surpreendentes e legais do mundo do pop rock, mas nenhuma foi tão surpreendente e incrível quanto "Hurt" do Nine Inch Nails. A versão de Cash é tão incrível que até o próprio Ninen Inch Nails reconhece que o cara fez melhor! Cowabanga!!!

Tem também o caso de "Mr. Tambourineman" de Bob Dylan, a versão do Byrds é praticamente a mesma diferindo em poucas coisas... o SOLO da introdução é o CARALHO N ROLL !!! (putz palavrão !!!). Isso mesmo, aquele solo da introdução com seus 9 segundinhos e um senhor baixão fazendo dum dum dum no fundo é de arrepiar, tudo bem que o trabalho de backing vocals do Byrds ficou legal também, mas esse solo... Jimi Hendrix fez uma versão legal para "All along the watchtower" de Dylan, parece que Dylan tem sorte para cair nas graças das covers.

O Devo fez uma versão para "Satisfaction" dos Rolling Stones que é muito interessante, tem quem não goste do Devo, mas acredito os caras eram muito mais punk que muita banda que se diz punk por aí. O Faith no More também fez história ao regravar "Easy" dos Commodores, realmente da pesada! Eu lembro que cheguei a ouvir o cd "king for a day, fool for a lifetime" do Faith no More que vinha com essa canção, esse disco também contava com a bela "take this bottle" e uma que nem lembro se é boa ou ruim "Caralho voador" (putz só lembro do nome). Aposto que o Fernandão deve ter esse ainda.

O Yo la tengo gravou "A house is not a motel" do Love, ficou com uma cara bem início de 80, essa me marcou , pena que eu já conhecia a original nesse momento. Uma cover que não é tão boa assim (na verdade, foi mais empolgação de fã), foi "Sattelite of love" de Lou Reed que o U2 fez durante sua Zoo TV, a utilidade dessa cover na verdade foi para me apresentar o mestre Lou Reed e seu Velvet Underground.

Incluo também nessa lista a versão de "dear prudence" que Siouxsie and the Banshees e "The people are strange" que o Echo and the bunnymen regravou para a trilha de "lost boys".

"Twist and shout" é uma canção clássica que foi tão bem tocada pelos Beatles que ela chega a se confundir com as demais canções do fabfour, pois, alegria e energia que só o quarteto sabia fazer.
Em contrapartida, os Stones despontaram ao regravar "i wanna be your man" dos Beatles. Me desculpem meus amigos fãs dos Beatles, mas a versão dos Stones é muito melhor.

É isso aí meus queridos, como vocês podem ver existem muitas covers marcantes, posso ter até esquecido de algumas (sorry). Assim como existem covers boas , também tem as ruins... mas isso é assunto para outro post em outro dia...

see ya

3 comentários:

Alê disse...

Realmente a cover do Joe Cocker deve ser umas das melhores covers de todos os tempos e de Beatles.Ele gravou também "Something","She Came in Through the Bathroom Window",entre outras.Todas as covers que vc citou são bacanas,vou citar mais algumas:"House of Rising Sun" com os Animals (está também marcante!)e com o Bob Dylan,"Oh Pretty Woman","You Really got Me" com o Van Halen,"Born to Be Wild" com o Slade e com o Cult,a lista é infinita...

Blimbou disse...

A lista é grande mesmo

Manô disse...

Adoro Byrds cantando "Mr. Tambourineman". Também adoro a versão do Nirvana para "The Man Who Sold The World", assim como The Wallflowers cantando "Heroes" e HIM cantando "Wicked Game". Ah, claro, minha cover favorita que eu já estava esquecendo, hehehe - Metallica com "Whiskey In The Jar" - que foi só o que faltou pro show ficar mais que perfeito!

bjs

Related Posts with Thumbnails