11 de fev de 2010

The Rolling Stones: Their satanic Majestic request (1967)


O ano de 1967 foi realmente significativo para a história, não é a toa, afinal a maioria dos maiores discos do gênero foi lançado justamente nesse ano. A lista é grande, tais como Sgt. Peppers, Velvet Underground & Nico, Cream Disraeli gears,Jimi Hendrix Are you experienced?, the Who sell out, Love forever changes, Pink floyd at the pipers... por aí vai. No meio desse seleto grupo está incluso a resposta da vossa majestade Satânica vulgo The Rolling Stones.

"Their Satanic Majestic Request"( que eu chamarei daqui pra frente como TSMR), foi praticamente gravado concomitantemente ao Sgt Pepper's dos Beatles. Tudo bem que foi lançado meses depois do que o álbum do Fab four, mas trata-se de uma das maiores bandas de todos os tempos e os Stones não poderiam ficar de fora das maluquices e experimentalismo que o momento propiciava. Tem gente que compara essa capa à de Sgt. Peppers, eu sinceramente, acho que isso é atribuído ao excesso de cores e extravagâncias, mas são artes completamente diferentes. Acho mais aceitável mencionarem o fato de cada uma das capas prestar homenagem ao grupo amigo (afinal os stones e os beatles eram Brothers!), em Sgt.Peppers pode-se ler "Welcome to the rolling stones" na blusa listrada da boneca loira. Enquanto que na capa dos Stones pode-se ver os rostos dos 4 beatles, em uma edição limitada, o rosto dos 4 aparecia por uma animação bidimensional.

O disco abre com "sing this all together", que tem um refrão bem forte e conta com vários vocais, inclusive com o de John Lennon. Vocês podem até dizer "Essa bosta não tá escrita em canto nenhum!!!", mas que é louco por Beatles consegue reconhecer a voz do Lennon bem no fundo cantando o refrão, ficando bem evidente na parte final da música. Não dúvido que os demais Beatles tenham participado.

"2.000 man" é uma daquelas canções bem estilo Stones way of life, eu lembro dessa canção num filme que vi na tv uma vez chamado "Pura adrenalina", filme bem engraçado por sinal. "In another land" é um momento único , trata-se de uma canção cantada pelo baixista Bill Wyman , essa canção dele está para esse disco como as de George Harrison no disco dos Beatles, sempre algo meio transcendental e esquisito, só que nesse caso essa música lembra muito o Pink Floyd de Syd Barrett, seus pianinhos mediavais dividem espaço com o refrão de Jagger e Richards, Eu só não gosto do ronco que acontece no final , mas tudo bem nesses tempos os caras achavam tudo "cool".

A exceção do disco é "sing this all together (see what happens)", que é na verdade um caos psicodélico e é a mais longa canção do disco, eu particularmente não gosto, mas reconheço que tem seu valor experimental.

"Shes a rainbow" uma pérola dos Stones, canção de arrepiar e com uma bela letra ""She comes in colours everywhere\She combs her hair\ Shes like a rainbow", reparem que a canção quase não tem guitarras (mas tem bem no fundo, é só ouvir com headphones). Gosto muito do backing vocals de umas mulheres que fazem um "Uhn lá lá lá.." muito legal bem no fundo. Gosto muito de "The Latern", canção ideal para se praticar um violão num dia frio, os vocais de Jagger estão com um ar bem anestésico... ora porras, a música é ANESTÉSICA!

"2000 lights years from home" é a mais "rock' das canções de TSMR, com direito a uns mellotrons bem malucos que dão um ar bem no estilo asiático, deve ser devido a convivência no acampamento do maconheiro do Maharishi.

EM TSMR não tem mensagens tocadas ao contrário ou sons com frequência de 20.000 hertz somente para os cães ouvirem, mas tem algo que não predominou em Sgt. Peppers... guitarras e refrões fortes, pelo menos em Revolver predominou.
Fica a pergunta... seria essa a tal resposta da vossa majestade satânica então?

NOTA: 9,9

4 comentários:

Alê disse...

Gosto muito desse play,ele destoa do resto da discografia dos Stones."Citadel","In Another Land","2000 Man" e "She's a Rainbow" são maravilhosas.Tem um compacto deles:"We Love You"/"Dandelion" que se encaixa no clima psicodélico deste Lp,com participação dos Beatles.

Blimbou disse...

Oi Alê

muito bem lembrado!
Dandelion é uma incrível canção, que me dá arrepios.
Obrigado pela visita!
PS.: se vc tiver blog, deixa o seu link para eu retribuir a visita.

Alê disse...

http://pussypower-pussypower.blogspot.com de um amigo meu chamado Belmilson(Bilão),baixista de uma banda de Heavy Metal chamada Poseidon.Faço uma coluna que ele carinhosamente batizou-a de "Receitas do Mestre Alê". Gostei muito do blog Blimbou (vou ver se vejo desde começo),dos comentários interessantes,das resenhas. Parabéns!

Groucho KCarão disse...

Esse disco é fantástico!
Meu favorito dos Stones. Eu qria q eles tivessem lançado mais discos assim, mas de qualquer modo gosto dos discos posteriores, ainda que tenham um estilo beeem diferente!
Eu gosto de "Sing This All Together (See What Happens)", ela não é apenas barulheira sem sentido...
Eu acho que os Stones tavam influenciados pelo som do Pink Floyd, mas só acho pois não li nada nesse sentido.
Tb acho q essa fase de 65 a 67 dos Stones influenciou bastante o Floyd, em "retribuição"!
Valeu!

Related Posts with Thumbnails