3 de ago de 2010

Secos & molhados (1973)



Em 1973, o cenário musical brasileiro viveu um fenômeno, algo próximo à menudomania ou Beatlemania. Em plena ditadura militar, mascarados tocavam e cantavam, sendo que seu vocal é um dos mais excêntricos artistas no que diz respeito a performance que já vi na vida... Ney Matogrosso. Magro, com seu vocal unissex e rebolation duvidoso que deixava todos com quase 100% de certeza de que aquele leite era moça, atitude corajosa dele em se requebrar tanto numa época de tanta repressão. Querendo ou não, isso tudo somando às excelentes canções, serviram de tempero para o estouro e excelente aceitação tanto de público quanto de crítica.

Secos & Molhados... livres, leves e soltos

Não foi a toa que o S & M foram os primeiros artistas brasileiros a atingirem a marca de 1 milhão de discos vendidos (pode ser morder "rei"!). A banda era bem rica instrumentalmente, contando com flauta, viola e violão de 12 cordas. Inclusive, a viola é que dá o ar "sertanejo" (não confundir com Bosta e Marrone ou coisa do gênero) como pode ser ver ao longo da bela "sangue latino". É inegável a qualidade do som e produção do disco, sobretudo para uma banda que passou por inúmeras mudanças e aperreios até conseguir gravar o primeiro disco.

Não se deixe enganar pelo batuque no começo de "Assim assado" , o baixão sem pena e sua guitarra distorcida no melhor estilo "low metal" (definição minha, não sei se existe esse troço) e suas variações para o violão de 12 é demais. Essa música tem um momento especial, aos 1:28 de duração ocorre um revés heavy metal, riff que foi copiada descarada por Red Hot Chilli Peppers em "around the world"... ai se o Guarda Belo ver isso!

"Rosa de hiroshima" e "O vira" são os maiores sucessos comerciais do disco, a primeira foi uma feliz adaptação de um poema de Vinícius de Moraes e a segunda é pura diversão véio!

A minha favorita é "fala", que veio ser revisitada recentemente e até tocou em novela e etc.. Mas não é a mesma coisa que ouvir a original de 73. Infelizmente, o sucesso das canções, shows lotados, propostas internacionais e etc não conseguiu evitar a saída de Matogrosso.

Pra finalizar, essa capa da cabeça dos integrantes servidas em pratos é puro Rock n Roll!!! Poha!


NOTA: 10

PS.: Ahhh as maquiagens... pensam que eu vou dizer que o Kiss copiou eles? Eu prometo que comentarei sobre isso e sobre um certo sr. Brown depois do nosso post 100.


2 comentários:

Manô disse...

ví uma entrevista do ney uma vez, bem legal. Ele disse que era tímido pra kct e se revelava com as fantasias que usava... e que, oh, sim, o Kiss copiou eles! Hehehe!

bjos

Rita Vicente disse...

O Ney tá terminando o show atual, "Beijo Bandido", interpretando "Fala"!

Related Posts with Thumbnails