20 de set de 2010

U2: POP (1997)


"O U2 agora é pop!" noticiava 99,99% da imprensa musical, com um ar completamente tomado por repúdio e ódio, parecia até que a inquisição iria levar o quarteto irlandês para uma forca em praça pública para expulsar o demônio da música pop da veia do U2.

De fato foi muito difícil para muitos fãs, que passaram anos a fio ouvindo repetidas vezes "The Unforgettable fire" e "The Joshua Tree", e ver o U2 aderindo lentamente para os efeitos eletrônicos como "Lemon" e "Numb" do Zooropa. Mesmo assim, o pessoal curtiu muito, trata-se da turnê Zoo Tv (revolucionária em tecnologia por sinal) e o U2 tava num embalo só. Mas... veio um tempo parado, longos 4 anos sem nada de U2 (não vou considerar aqui o The passengers).

Em 1997, o U2 voltou com o álbum "pop", o problema da impressa com o título veio se desgastar muito antes do disco ser lançado, a cagada toda se deu quando o U2 liberou um "teaser" do clipe "Discotheque" e justamente a parte em que eles estava de Village People fazendo "Boom Cha, Boom cha!". Confesso que aquilo pra mim soou como uma traição do rock, hoje em dia reconheço que era um puro ato de ignorância, pois a disco music é uma vertente do rock, queiram ou não.

Pois bem, quando saiu o clipe, a Mtv brasil passou durante 24h (com uma exibição a cada hora) do clipe. A música não me desagradou, muito pelo contrário, não vi algo tão pop assim como a imprensa vinha execrando, ao ponto de colocar o U2 no mesmo balaio de Puffy Daddy ou Eminem. Nesse tempo eu não tinha tanta grana assim para comprar um cd, e o meu primo (caixa forte) ainda estava meio relutante em comprar o disco. Dei sorte de comprar um K7 pirata (sim! Uma fitinha k7 do "pop" com capinha e tudo o mais). Eu ouvi faixa por faixa, e ouvi esse disco por horas... muitas horas mesmo, até a fita se escafeder e o meu primo resolveu comprar o cd depois de perceber que ele era um dos 99,9%.

"If god send his angels" é a grande balada do disco, como sempre, o U2 tem que colocar uma canção para arrebatar os corações. Tem quem prefira "Starring at the Sun", mas ela é óbvia demais. "If god send his angels" conta com pelo menos 3 versões: 1 do disco, 1 do clipe e uma da trilha de "Cidade dos anjos".

"Gone" com sua guitarra infinita e refrão poderoso, não foi hit por algum tipo de macumba ou por falta de interesse de quem não quis ouvir o disco até a faixa 7. "Last night on earth" é a mais crua do disco, conta com um baixão muito legal do sr.Clayton. Se os preguiçosos que pararam na primeira faixa "Discoteque", certamente iriam passar a olhar diferente para pop ao ouvir "Do you fell Loved?".


E o que dizer das faixas finais do disco? O que de pop tem na tristeza de "If you wear that dress", "please" e na excelente "Wake up dead man"? A imprensa é doente! Esse final mais arrebatador de todos os discos do U2.


A canção mais indigesta é "Miami", mas tudo bem, estão perdoados! Eles fizeram com isso, o que posso chamar de "Master piece". Durmam com esse barulho papai!

Enfim, o U2 foi perseguido, mal falado e etc, por conta disso se sentiu na obrigação de voltar a fazer "rock", mas sinceramente... "all that you can't leave behind", "bomba dismantelada" e "no line on the horizon" só me decepcionaram!

U2 Pop RULES!

NOTA: 9,9

PS.: A capa do "Best of Blur" é praticamente idêntica ao "pop".

PS #2: E eles não quiseram incluir a excelente "Holly joe", que ficou esquecida no lado b de "discotheque".

2 comentários:

Bleffe disse...

Gostaríamos de te fazer um convite...Passe seu e-mail??

Blimbou disse...

marcelolins@hotmail.com

Related Posts with Thumbnails