18 de out de 2010

Big Star: #1 Record (1972)


Já pensou se bandas como Beatles, Led Zeppelin ou Pink Floyd simplesmente não estourassem e caíssem no esquecimento? E mesmo você ouvindo todo aquele som e se convencendo de que é algo incrivelmente fenomenal e se questiona "O que pimbas os ditos fãs de rock têm na cabeça para ignorar isso?". Essa é a pergunta que pertuba a minha caixola doentia. Como uma banda que transpira o puro rock setentão pode ficar tão esquecida?

Acredito que o grande azar do Big star foi o fato de já existirem bandas como Free, Badfinger, Buffaloo Springfield e T-Rex. Mesmo assim, "#1 Record" é digno de estar em qualquer lista que seja.

O Big Star é daquele tipo de banda composta por aqueles tipos cabeludões-malucões de 70. Eu lamento muito por ter conhecido essa banda somente em 2008 por intermédio do meu eterno amigo Mark Lewis. O som do Big Star é uma coisa bem complexa, tem harmonias no melhor estilo Byrds, uma pitada de Beach Boys e levadas de guitarra no melhor estilo The Who.

Falando do disco em si, a abertura com a canção "Feel" é avassaladora! Sintam todo o poder do vocal de Chilton, bem 70!!! Muito Power mesmo! Sem contar que as guitarras dessa música são muito legais, peso e melodia lado a lado (reparem na introdução). Um momento genial da canção é quando entram os metais (saxophone e trompetes), na medida certa, nada inflacionado ou inoportuno. Eu sempre achei complicado usar esses instrumentos de sopro no rock, só quem é safo soube encaixar esses recursos nas suas canções (leia-se Roxy Music). A parte em que Chilton canta "I'm feel like I'm dying/I'm never gonna live again" é de arrepiar.

"The Ballad of El Goodo" é a que tem um estilo que lembra muito Neil Young e umas vocalizações e baixo no melhor estilo Beatles. Cante o trecho belíssimo em que Chilton diz "Hold on..." várias vezes e seja feliz xuxu!

Apesar do disco se totalmente excelente, vou confessar que a minha canção favorita do disco é "Thirteen", uma verdadeira declaração de amor ao rock. A letra fala de dois jovens que querem curtir depois da escola e tals, e ouvir "Paint it Black" dos Stones "Pois o Rock está aí para ficar"... é DEMAIS POHA!!! "I'll shake you... !" Infelizmente não sei de quem é a canção "Get off of my back" que eles citam na letra.


Se você curte um R.E.M. ou um Kings of Leon hoje dia, a partir de hoje faça o seguinte: acenda uma vela para Chilton e Cia, baixe ou compre "#1 Record" e não fique mais em dívida com o rock, caso o contrário ... deixa pra lá!


NOTA: 10! 10! 10!!!

3 comentários:

Alê disse...

Boa lembrança.Mais uma banda injustiçada,porém sua influência sobre as futuras gerações é nitida em bandas como R.E.M,The Replacements e Bangles só algumas que declararam seu amor pelo Big Star.

Fanto/Nick Balboa disse...

Confesso que nunca tinha ouvido falar nessa banda. Vou baixar e conferir.
Isso acontece com muitas bandas. O Velvet Underground é um bom exemplo, só foi ser resgatado como "cult" nos últimos anos.
Um belo blog. Já estou seguindo.
Abraços.

Blimbou disse...

Big Star vale mesmo a pena!
valeu pelos comments

Related Posts with Thumbnails