14 de nov de 2010

Especial McCartney: Tug of War (1982)


Após ter se separado definitivamente dos Wings (que para muitos foi a melhor coisa que McCartney fez e para outros o Wings deixa saudade) mas isso não vem ao caso. "Tug of War" marcou o retorno de George Martin na produção dos discos. Todos sabemos que ele teve um papel fundamental no som dos Beatles, e que ensinou muito a McCartney. Mesmo assim, nada como o próprio Martin para chefiar uma produção de um disco e dar som para tudo que está na cabeça do Beatle.

O disco abre com um hino à paz, "Tug of War" é um daqueles exemplos clássicos de música estilo McCartney, bem intimista e riquíssima em melodia simples. O violão que dá base à canção chega a soar sertanejo, mas não se enganem, a canção tem o seu clímax, e é bem pesado! Com direito a orquestra. "Take it away" já é uma levada meio Wings, mas tem um "quê" de Steve Wonder (que não está no disco de penetra) muito legal e alegre.

"Somebody who cares" é (na minha humilde opinião) uma das mais belas canções do velho Maca! Muito linda mesmo, sempre que a ouço, programo para tocar repetidas vezes. Se você não saca essa canção, mas gosta um pouco do McCartney solo, eu recomendo. Quando chega na parte "There's always someone, somewhere... you should know by now/ Always somebody who cares" é empolgante, eu diria que se trata do refrão perfeito para se começar um belo dia.


Esse disco é marcado por uma homenagem histórica, assim que Lennon foi morto, McCartney compos "Here today". Uma das mais belas canções do currículo do rapaz, apesar de não ter feito sucesso na época, mesmo assim, que se dane as estatísticas Pop! Tenham esta canção como uma declaração de amor e não como uma homenagem a Lennon, quem sabe assim, sem essa forçada de barra as pessoas passam a dar mais atenção. A próposito, nas últimas turnês (eu disse turnês e não shows) McCartney tem tocado "Here today".

Também pediria mais atenção para o rock n roll "Ballroom dancing" e na belíssima "Wonderlust".



E logicamente, não poderia deixar de citar uma das canções mais legais que já ouvi nessa vida!
"Ebony and Ivory" é o verdadeiro hino à paz! Sim!!! É sim, por quê não haveria de ser? "Imagine" é inegavelmente tocante, mas remete à sentimentos de tristeza, arrependimento ou até mesmo de resignação."Ebony and Ivory" é um tapa na cara da intolerância, na qual McCartney acopanhando de Steve Wonder (nesse disco eles cantam 2 canções juntos, reparem no "She loves you yeah yeah" bem no final de "Whats that you doing") resolvem mandar as diferenças pra puta que pariu, e de mãos dadas, alegres e saltantes como se tivessem tomado poção Gummy. Até hoje me lembro, bem pequeno vendo aquele clipe com os dois dividindo o piano.

Lembro que comprei o vinil de "Tug of War" em 1996, mas por causa da capa do que por outro motivo. A capa é belíssima, um excelente trabalho da fotográfa profissional Linda McCartney.
Que fim levou o vinil? Amaury Jr deve saber essa hora... que inveja do pai do James!

Próximo post "Ram"


NOTA: 8,9




0 comentários:

Related Posts with Thumbnails